Benguela: Aberta I edição do preparatório para o ensino superior

(Foto: Lino Guimarães/Arq)
 (Foto: Lino Guimarães/Arq)
(Foto: Lino Guimarães/Arq)

A primeira edição do ciclo preparatório gratuito de acesso ao ensino superior foi aberta oficialmente esta segunda-feira, na província de Benguela, para preparar melhor os alunos para os exames, no âmbito do projecto sucesso escolar e mérito estudantil desenvolvido pela JMPLA.

A Angop apurou que o projecto, a decorrer entre Dezembro de 2015 e Fevereiro de 2016, contempla aulas preparatórias três vezes por semana em escolas do município de Benguela e pretende recrutar mais de oito mil estudantes.

A iniciativa visa preparar bem os alunos para o ingresso ao ensino superior, além de promover o amor aos estudos e o intercâmbio entre as mais variadas instituições académicas.

Para tal, o projecto busca incentivar os finalistas do ensino médio a uma aplicação profunda nas disciplinas de ciências da natureza, sociais e humanas, exactas e filosóficas e cultura geral, pois o desempenho dos estudantes nos exames de acesso requer habilidades e capacidades.

Ao proceder à abertura do projecto, o director provincial de Educação, Samuel Maleze Quinda, enalteceu a iniciativa do Secretariado Provincial da JMPLA, ao mesmo tempo que augura sucesso aos estudantes interessados em preparar-se para prosseguir a formação.

Destacou ainda o trabalho do sector para a melhoria da qualidade de ensino em todos os níveis, através da capacitação de professores, construção de novas escolas e seu apetrechamento com laboratórios multidisciplinares dando aos jovens a oportunidade de preparar o seu futuro da melhor forma possível.

Assinalou, por outro lado, os resultados satisfatórios da acção educativa na província de Benguela, na medida em que a representatividade dos estudantes nos concursos nacionais tem sido positiva.

“Cito por exemplo o candidato de Benguela, classificado em primeiro lugar nas Olimpíadas Caça Talentos Angola 40 Anos, promovido pela Sonangol e do concurso de Língua Francesa vencido por estudantes da Escola de Formação de Professores de Benguela”, frisou, acrescentando que essa proeza estende-se, também, aos concorrentes locais nas Olimpíadas de Matemática e nos Jogos Nacionais Escolares.

A Direcção Provincial da Educação controla 40 escolas secundárias públicas e 68 privadas do 2º ciclo que preparam os alunos para o ingresso no ensino superior. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA