Bélgica indicia nono suspeito vinculado aos atentados de Paris

(AFP)

Um nono suspeito vinculado aos atentados de 13 de Novembro em Paris foi detido e indiciado na Bélgica, informou à AFP a Procuradoria Geral.

O suspeito manteve contactos telefónicos com Hasna Aitboulahcen, prima do suposto organizador dos atentados, Abdelhamid Abaaoud, entre o momento dos ataques que deixaram 130 mortos e a operação policial que matou Aitboulahcen e Abaaoud na região de Paris, segundo um porta-voz da procuradoria.

“Se trata de Abdullah C., nascido em 1985, de nacionalidade belga”, anunciou a procuradoria em um comunicado, que cita suspeitas de “assassinatos terroristas e de participação nas actividades de um grupo terrorista”.

O detido é a nona pessoa indiciada na Bélgica como parte da investigação sobre os atentados de Paris, no qual também ficaram feridas mais de 300 pessoas.

Os indiciamentos anteriores haviam acontecido no início de Dezembro. Samir Z., um francês nascido em 1995 e residente no bairro de Molenbeek em Bruxelas, foi detido no aeroporto de Zaventem (Bruxelas) quando pretendia embarcar para o Marrocos. Ele integrava o entorno de Bilal Hadfi, um dos homens-bomba dos atentados.

Outro suspeito, Pierre N., foi detido no mesmo período e indiciado. Nascido em 1987, de nacionalidade belga, foi preso durante uma operação de busca em sua residência em Molenbeek, de onde são procedentes vários dos autores dos ataques de Paris. (AFP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA