Atletismo: Projecto “Okuhateka” abrange províncias do centro e sul do país

Huíla: Fundista Ana Isabel (Foto: José Krithinas)

O projecto de massificação de atletismo, denominado “Ukuhateka”, iniciado em Abril deste ano apenas na província da Huíla, vai abranger a partir de Janeiro de 2016 as províncias do centro e sul do país, anunciou hoje a coordenadora da iniciativa, Ana Isabel.

Ao falar à Angop a propósito de expansão do projecto a nível do país, a antiga fundista realçou que no próximo ano o mesmo vai chegar às províncias de Benguela, Huambo, Namibe, Cunene e Cuando Cubango, no sentido de impulsionar a prática da modalidade.

Segundo Ana Isabel, a intenção é estender e desenvolver o atletismo a nível de Angola, uma vez que na província da Huíla o mesmo tem surtido efeitos positivos, onde mais de 800 atletas já estão enquadrados e praticar, com ajuda das instituições escolares.

Para materialização desta acção, a coordenadora afirmou que o projecto vai contar com apoios do seu patrocinador oficial e dos governos provinciais, já notificados e que confirmaram receptibilidade e disponibilidade.

Ana Isabel explicou que já manteve contactos com o Ministério da Juventude e Desportos e com a Federação Angolana de Atletismo, no sentido de reforçarem os seus apoios, em termos de equipamentos e outros materiais, visto que o atletismo engloba várias disciplinas.

Em termos de técnicos, a responsável fez saber que contará com o apoio de 120 professores de educação física, formados recentemente, e que poderão também auxiliar quadros destas províncias, para onde o projecto se estenderá.

“ Vamos realizar acções de formação nestas províncias e de capacitação de professores de educação física, sendo que os mesmos irão trabalhar nas escolas e nos municípios”, realçou.

O projecto “Okuhateka”, que na língua nacional Nyaneca significa “vamos correr”, tem como principal objectivo a procura e promoção de novos talentos, no quadro do processo de massificação do atletismo em toda a extensão da província da Huíla e agora noutras áreas. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA