Ataques aéreos supostamente russos matam dezenas na Síria, dizem equipas de resgate

(DR)

Ataques aéreos que teriam sido realizados por aviões de guerra russos mataram dezenas de pessoas no centro da cidade de Idlib, controlada pelos rebeldes, no noroeste da Síria, neste domingo, disseram equipa de resgate e moradores.

Eles disseram que pelo menos seis ataques atingiram um mercado movimentado no centro da cidade, vários prédios do governo e áreas residenciais. Equipes de resgate disseram que tinham confirmado 43 mortes, mas que, pelo menos, mais 30 corpos foram recuperados que ainda precisavam de ser identificados.

“Há um monte de cadáveres sob os escombros”, disse Yasser Hammo, um trabalhador de defesa civil, através de um sistema de mensagens pela Internet, acrescentou que voluntários e trabalhadores da defesa civil ainda estavam retirando corpos dos destroços.

Vídeos divulgados em médias sociais e pela estação de TV pró-oposição Orient mostraram ambulâncias improvisadas correndo com civis feridos por uma área onde as pessoas estavam procurar sobreviventes entre os escombros dos edifícios derrubados.

A Rússia começou uma grande campanha aérea em 30 de Setembro em apoio ao presidente sírio, Bashar al-Assad, seu aliado, que no início do ano sofreu uma série de contratempos, incluindo a perda da província de Idlib e áreas próximas à costa, que são de fundamental importância estratégica. (REUTERS)

por Suleiman al-Khalidi)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA