Angola: activistas em prisão domiciliária

(Amnistia Internacional Portugal)

Os 15 activistas angolanos detidos no caso de uma alegada rebelião deixaram hoje a cadeia, passando para o regime de prisão domiciliária. E isto no dia em que entrou em vigor o novo dispositivo legal sobre a prisão preventiva.

O grupo e duas pessoas que estavam em liberdade estão a ser julgados em Luanda desde 16 de Novembro. O respectivo julgamento deve ser retomado a 11 de Janeiro, quando só esta semana terminaram os interrogatórios dos acusados. (RFI)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA