Aberta jornada comemorativa do 24º aniversário do Comando do Exército

General Lúcio do Amaral, comandante do Exército (Foto: Joaquina Bento(Arq)
 General Lúcio do Amaral, comandante do Exército (Foto: Joaquina Bento(Arq)

General Lúcio do Amaral, comandante do Exército (Foto: Joaquina Bento(Arq)

A jornada comemorativa do 24º aniversário do Comando do Exército, que será assinalado no dia 17 do corrente mês, foi aberta nesta terça-feira, em Luanda, pelo comandante da instituição, general Lúcio do Amaral.

Na sua intervenção, o oficial general expressou a sua satisfação pela presença, no acto, de proeminentes militares que no passado e no presente souberam manter a mística e o brilho conquistado pelo ramo durante o percurso histórico da luta pela independência nacional e a conquista da paz.

Disse que o Exército de hoje tem a impressão digital de cada um dos distintos combatentes que com estoicismo, sacrifício e bravura souberam, nos momentos difíceis, manter os alicerces deste Comando interpretando o seu lema “lealdade, firmeza e prontidão”.

Notou que o Exército das Forças Armadas Angolanas (FAA), criado em circunstâncias difíceis da transição político-militar do país, consolidou as suas estruturas dentro dos marcos definidos pela Constituição da República e pela Lei e hoje constitui um verdadeiro exemplo de unidade e reconciliação nacional.

Explicou que o Exército, em cooperação indissociável com outros ramos ligados às FAA e aos órgãos de segurança, souberam manter vivos os ideias de liberdade e de paz que moveram os maiores expoentes do nacionalismo angolano que desde cedo se opuseram ao regime colonialista português.

Lúcio do Amaral enfatizou o facto de a celebração do 24º aniversário do Exército acontecer num momento ímpar da história “gloriosa e triunfal” do povo angolano, que com grande júbilo assinalou há pouco menos de um mês os 40 anos da independência nacional.

“Nesta conformidade, e face a situação geopolítica regional e mundial prevalecentes, com particular ênfase a imprevisibilidade das acções do terrorismo transnacional, o Exército reafirma o seu total engajamento em continuar a garantir a defesa militar do espaço terrestre nacional”, asseverou.

O comando do Exército é um dos três ramos das FAA criado a 17 de Dezembro de 1991, no quadro da aplicação dos Acordos de Paz de Bicesse, rubricados entre o Governo angolano e a UNITA.

A cerimónia de abertura da jornada, animada por momento cultural, vai decorrer sob o lema “Exército – 24 anos na defesa do espaço terrestre nacional”. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA