Zaire: Governador testemunha entrada em funcionamento do sistema de iluminação pública

Governador, José Joanes André (Foto: Pedro Moniz Vidal)
Governador, José Joanes André (Foto: Pedro Moniz Vidal)
Governador, José Joanes André (Foto: Pedro Moniz Vidal)

O governador do Zaire, José Joanes André, testemunhou na noite desta sexta-feira a entrada em funcionamento da primeira fase do sistema de iluminação pública na zona periférica da cidade de Mbanza Congo.

Em companhia de membros do seu governo, técnicos, políticos e jovens filiados na JMPLA, o governador percorreu a pé parte dos cerca de um quilómetro e meio do troço iluminado, que liga a rotunda do monumento do camponês à área das 15 casas, no bairro 11 de Novembro.

O projecto de iluminação desta avenida principal está inserido no programa de construção das infraestruturas integradas, que para além da requalificação de ruas engloba também as redes técnicas nos domínios da energia, água potável, esgotos, telecomunicações, entre outras.

A primeira fase do programa de subordinação central que teve início em 2010, foi concluído com êxito nas sedes municipais de Mbanza Congo, Soyo e Nzeto.

Em declarações à imprensa, após a jornada de constatação, José Joanes André referiu que o governo da província está igualmente a reabilitar outras vias urbanas que deverão ser dotadas também de redes técnicas, incluindo a iluminação pública.

Referiu-se a via urbana que liga a zona do Kianganga ao Nfumu, num percurso de aproximadamente dois quilómetros, que deverá ser inaugurada ainda no presente mês de Novembro.

“ Estes projectos vão resolvendo o problema do saneamento básico a nível das sedes municipais da nossa província”, frisou o governador. acrescentou ainda que foi uma aposta do seu pelouro colocar em funcionamento o projecto de iluminação pública na principal avenida da capital da província, antes do dia 11 de Novembro, data que assinala o 40º aniversário de independência nacional.

Entrevistados pela à Angop, alguns munícipes de Mbanza Congo mostraram-se satisfeitos pelo sistema de iluminação pública ora inaugurado, que acreditam que vai de certa forma concorrer na redução dos índices de criminalidades. Para o estudante universitário, Jorge Diambu, “as noites na periféria de Mbanza Congo deixam doravante de constituir um perigo para os cidadãos com a iluminação das estradas”.

Para o taxista, Luvualu Pedro, “a iluminação pública vai permitir estender o horário de serviço para além das 22 H 00, contra o período até 18 H 00 anterior, quando as ruas se encontravam às escuras”.

A cidade de Mbanza Congo, a sede capital da província do Zaire, conta com cinco bairros: Sagrada Esperança, Álvaro Buta, Martins Kidito, 4 de Fevereiro e 11 de Novembro, sendo este último o mais populoso. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA