Volume de negócios entre Angola e Brasil ascende a mais de dois mil milhões de USD

Embaixador de Angola no Brasil, Nelson Cosme ( arquivo) (Foto: Pedro Parente)
Embaixador de Angola no Brasil, Nelson Cosme ( arquivo) (Foto: Pedro Parente)
Embaixador de Angola no Brasil, Nelson Cosme ( arquivo) (Foto: Pedro Parente)

O volume das transacções comerciais entre Angola e Brasil no ano em curso atingiu a cifra de mais de dois mil milhões de dólares, afirmou nesta quinta-feira, o embaixador de Angola no país sul americano, Nelson Cosme.

O diplomata angolano fez este pronunciamento no acto central das comemorações alusivas ao 40º aniversário da proclamação da independência nacional assinalado a 11 de Novembro.

De acordo com Nelson Cosme, mais de sessenta empresas brasileiras actuam em Angola e empresas angolanas estão estabelecidas no Brasil, nos sectores, do Transporte Aéreo, com a TAAG, a Sonangol Hidrocarbonetos -Brasil e Telecomunicações com a Angola Cables.

Referiu que as relações entre Angola e o Brasil caracterizam-se por encontros regulares ao mais alto nível entre os estadistas dos dois países, reuniões bilaterais anuais entre os ministros das relações Exteriores, visitas de delegações ministeriais e empresariais.

O embaixador de Angola no Brasil depois de fazer um historial do percurso que conduziu à independência do País, destacou os avanços registados depois do alcance da paz sublinhando o papel do Chefe de Estado angolano.

“Passados 13 anos sobre a conquista da paz, a República de Angola mantém uma estabilidade política sob a liderança do Presidente José Eduardo dos Santos da qual destacamos a sua firme posição na condução do processo de reconciliação dos angolanos, o que lhe valeu o reconhecimento de humanista e de conceituado estadista, cuja voz se afirma cada vez mais na cena internacional na resolução de conflitos regionais em África, fazendo dele um estadista visionário entre os seus pares”, sublinhou.

O acto central das comemorações do 40º aniversário da independência nacional, no Brasil contou com a presença do Vice-Presidente, Michel Temer, do Governador do Distrito Federal, Rodrigo Rolemberg e esposa, de membros do executivo angolano, e dos governos de Moçambique e Botswana em missão em Brasília.

A cerimónia realizada em Brasília contou ainda com a presença de outras entidades brasileiras como o ministro em exercício das Relações Exteriores, Sérgio França Danese.

O programa das celebrações do 40º aniversário da independência que conheceram quinta-feira o seu ponto mais alto, foram marcadas por uma homenagem a Angola na Câmara dos Deputados, pela realização de um seminário de alto nível sobre o percurso das relações bilaterais.

Marcaram ainda as comemorações o lançamento da revista especial da Embaixada sobre os 40 anos de independência e de um livro sobre os 40 anos de relações Brasil/Angola, editado pela Fundação Alexandre de Gusmão, instituição de estudo e pesquisa do Ministério brasileiro das relações exteriores, que disponibilizou o conteúdo das brochura na sua plataforma digital www.funag.gov.br.

A cultura esteve por seu lado também presente nas comemorações da independência no Brasil, tendo quinta – feira, os Jovens do Hungo, a Banda Acapaná e os artistas Vavá do Cuanza Sul e Tiviné feito dançar os presentes com músicas do seu repertório.

A Banda Acapaná e os artistas, que estão no Brasil a convite da Embaixada de Angola vão actuar este fim de semana na cidade de Salvador, no acto comemorativo a independência nacional e ao 16º aniversário da criação do Centro Cultural Casa de Angola na Bahia. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA