Vice-presidente do MPLA realça relações com PAICV

Delegações do MPLA e do PAICV (Foto: António Escrivão)
Delegações do MPLA e do PAICV (Foto: António Escrivão)
Delegações do MPLA e do PAICV (Foto: António Escrivão)

Os laços de amizade e fraternidade que unem o Partido Africano para a Independência de Cabo Verde (PAICV) e o MPLA foram exaltados pelo vice-presidente deste último partido no poder em Angola, Roberto Victor de Almeida.

O dirigente do MPLA fez esta exaltação à imprensa, nesta segunda-feira, em Luanda, no termo de um encontro que manteve com uma delegação do PAICV, chefiada pela sua presidente, Janira Hopffer Almeida, que hoje iniciou uma visita de trabalho de sete dias a Angola.

“Foi um momento para a reafirmação da nossa camaradagem e solidariedade existentes há longos anos”, sublinhou o dirigente partidário, recordando que o PAICV foi um dos movimentos de libertação das colónias portuguesas com que o MPLA também trabalhou bastante no exílio.

Reforçou que depois da independência de Cabo Verde e de Angola, os dois partidos continuam a manter laços de camaradagem, concertação e troca de opiniões em todas as oportunidades possíveis.

“É natural que depois do último congresso do PAICV em que foi eleita uma nova direcção, a sua presidente desejasse visitar o nosso país e reafirmar esses laços que sempre existiram entre nós”, justificou.

Roberto de Almeida referiu que sendo Cabo Verde um países situado na zona ocidental de África em que também há transformações e várias movimentações, com vista a alterar a fisionomia destes países e dos partidos no poder, “é sempre bom trocar ideias sobre a melhor forma de evitar ou atenuar ao máximo os efeitos perniciosos que nos vêm de outras latitudes com vista a alterar e a desestabilizar os nossos países”.

Durante a sua permanência em Angola, a delegação do PAICV vai deslocar-se às províncias de Benguela e Cabinda, onde manterá contactos com as autoridades e comunidade cabo-verdiana.

O programa da visita, que termina domingo, prevê ainda deslocações ao Memorial Dr. António Agostinho Neto, aos bairros Zango e Mabuia, bem como aos mercados do Prenda e do São Paulo, em Luanda. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA