Vice-ministro russo: não esperamos imparcialidade da OTAN sobre o incidente com o Su-24

(AFP 2015/ GEORGES GOBET)
(AFP 2015/ GEORGES GOBET)
(AFP 2015/ GEORGES GOBET)

A Rússia não espera que a OTAN demonstre uma visão objectiva sobre o incidente do Su-24, derrubado pela Turquia. A aliança claramente assumirá o lado turco, afirmou o vice-ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Ryabkov. O ministro russo está em Nova York, onde se reuniu com a vice-secretária de Estado dos EUA, Rose Gottemoeller.

Na terça-feira, o caça Su-24 russo caiu na Síria. O presidente da Rússia, Vladimir Putin, informou que a aeronave foi derrubada por um míssil do tipo “ar-ar”, disparado por um F-16 turco sobre o território sírio. O caça caiu na Síria, a quatro quilómetros da fronteira com a Turquia.

“A situação é extremamente alarmante. Eu não penso que podemos esperar por uma visão objectiva dos nossos colegas da OTAN. Por antecipação, será assumido o lado do aliado, da Turquia”, declarou Ryabkov aos jornalistas.

“A Turquia já divulga a todo vapor a versão de que, supostamente, múltiplos alertas foram emitidos para a nossa tripulação”, disse Ryabkov, destacando que antes disso a Turquia insistiu em afirmar que “essa aeronave não foi identificada, e sua nacionalidade não foi determinada”.

Na actual situação, segundo Ryabkov, é importante implementar uma série de medidas para “proteger as nossas forças e equipamentos desses ataques criminosos e sem precedentes”. (sputniknews.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA