UE promete 3 mil milhões de euros à Turquia para apoiar gestão de fluxos migratórios

(Euronews)
(Euronews)
(Euronews)

A cimeira entre a União Europeia e a Turquia, este domingo, em Bruxelas, terminou com um compromisso do bloco comunitário em conceder três mil milhões de euros, no quadro de um plano de ação, a Ancara para a gestão do fluxo de refugiados, para se conter a imigração ilegal rumo ao velho continente e para o combate a redes criminosas.

A Turquia recebeu também a promessa de aceleração do processo de adesão do país e da liberalização de vistos. Música para os ouvidos do primeiro ministro turco, Ahmet Davutoğlu: “Revitalizámos o processo de adesão da Turquia a União Europeia. Chegámos a acordo sobre uma estratégia integrada contra toda a instabilidade ao redor da Europa e também concordámos trabalhar lado a lado em relação à crise de refugiados.”

Para meados de dezembro está prevista a abertura do capítulo económico do processo de adesão e a possível liberalização de vistos para outubro de 2016. As aspirações turcas ganham um novo alento.

“O processo de liberalização de vistos é um processo ao qual atribuímos muita importância. Existe uma ligação entre o acordo de readmissão e a liberalização de vistos. Será mantido sobre o nosso radar”, sublinhou o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker.

A Europa precisa da Turquia para fazer frente ao fluxo de refugiados e o presidente francês, François Hollande, referiu que é do “interesse de todos” um acordo entre a União Europeia e a Turquia: “Existe uma necessidade de se fazerem averiguações sobre pessoas que passam através de território turco. Sabemos que existem combatentes estrangeiros que têm esta intenção e que utilizam este itinerário. Por outro lado, existem também terroristas que se podem infiltrar. Vimos isso, incluindo nos atentados em Paris. Por essa razão é muito importante que possamos ter esta cooperação entre a Europa e a Turquia.”

Ambas as partes acordaram realizar cimeiras duas vezes por ano apesar de não estar acordado o formato destas cimeiras.

Margherita Sforza, euronews – “O progresso no diálogo entre a União Europeia e a Turquia está bastante condicionado ao estatuto de Chipre. As relações entre os cipriotas gregos e os cipriotas turcos melhoraram recentemente. A União Europeia e a Turquia esperam alcançar um acordo sobre o estatuto de Chipre na primavera do próximo ano.” (euronews.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA