Tribunal de Lisboa manda devolver bens do general Kangamba

Bento Kangamba (Foto: Lucas Neto)
 Bento Kangamba (Foto: Lucas Neto)

Bento Kangamba (Foto: Lucas Neto)

O Tribunal de Relação de Lisboa mandou devolver os bens que o Tribunal Central de Instrução Criminal mandou arrestar ao general angolano Bento dos Santos “Kangamba” em Lisboa.

No despacho, a que a VOA teve acesso, os juízes reiteraram que o tribunal apenas ouviu e constituiu arguidos Carlos Filomeno de Jesus Lima da Silva e Daniel de Andrade Moreira, “situação que não terá sofrido qualquer alteração, o que decorrido todo este tempo, e sem outros fundamentos, tem como consequência a peticionada nulidade do despacho que decreta os arrestos impugnados”.

O Tribunal Central de Instrução Criminal tinha ordenado o arresto de vários bens e dinheiro de Kangamba a 7 de Outubro de 2014.

Na altura, a imprensa portuguesa revelou terem sido apreendidos ao general cerca de 10 milhões de dólares, em euros, e três imóveis avaliados em mais de 16 milhões de dólares.

Em conversa com a VOA a 10 de Novembro do ano passado, Kangamba não negou nem aceitou se os bens apreendidos em Portugal são seus, mas disse que desde sempre foi uma personalidade com dinheiro, comprando o que quisesse e acrescentou que os portugueses têm nos últimos tempos perseguido angolanos ricos.

Contactado pela VOA, Bento dos Santos Kangaba recusou-se a pronunciar-se.

Uma fonte próxima do general e membro do Comité Central do MPLA disse que, por agora, ele quer apenas receber os seus bens. (voa.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA