Terrorismo ou avaria: investigadores analisam caixas negras de Airbus russo

(Euronews)
(Euronews)
(Euronews)

A investigação ao despenhamento de um avião de passageiros russo, no sábado, prossegue esta terça-feira, com a análise das caixas negras do aparelho.

Um processo levado a cabo por uma equipa de investigadores egípcios, franceses, alemães e russos, que poderá arrastar-se por vários meses quando a pista terrorista não está ainda totalmente descartada.

A imprensa norte-americana afirma esta manhã que os satélites do país teriam detetado um clarão na zona do norte do Sinai, antes da queda do avião.

A companhia Metrojet, que rejeitou ontem a possibilidade de um erro humano ou de uma falha técnica, tinha evocado a possibilidade de um impacto mecânico com um objeto exterior.

O grupo Estado Islâmico tinha reivindicado um atentado contra o aparelho, num comunicado, relativizado até agora pelo Cairo.

Entretanto um segundo avião com os corpos das vítimas aterrou esta madrugada em São Petersburgo, quando as autoridades russas tentam identificar um primeiro grupo de 140 cadáveres.

A queda do avião no sábado, tinha provocado a morte de 224 pessoas, entre passageiros e tripulantes. (euronews.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA