State Grid prevê investir 3,6 mil milhões de euros no Brasil até 2020

(Negocios)
(Negocios)
(Negocios)

A State Grid, accionista da REN, prevê investir 3,6 mil milhões de euros no Brasil nos próximos cinco anos. Desde que entrou no mercado brasileiro, em 2010, a chinesa investiu mais de 2,3 mil milhões de euros.

A chinesa State Grid, que tem 25% do capital da REN, tem planos para investir 15 mil milhões de reias (3,6 mil milhões de euros) nos próximos cinco anos no Brasil, segundo o Valor Econômico.

Este montante inclui o investimento previsto para as duas redes de ligação para o escoamento da energia da hidroeléctrica de Belo Monte, no rio Xingu, à região do Sudeste, com mais de 2 mil quilómetros de expansão.

Os novos planos de investimento do grupo abrangem ainda os custos estimados para futuras linhas que a energética pretende conseguir nos próximos leilões da Agência Nacional de Energia Eléctrica (Aneel), detalha o jornal brasileiro.

De acordo com o presidente da subsidiária brasileira, Cai Hongxian, só para 2016 a State Grid prevê investir 1,6 mil milhões de reais no Brasil.

Só as duas linhas de ligação a partir de Belo Monte implicam um investimento de quase 10 mil milhões de reais (cerca de 2,4 mil milhões de euros).

A State Grid tinha como objectivo construir uma segunda linha em parceria com players brasileiros, no entanto, a empresa não terá conseguido chegar a acordo. Uma intenção que segundo Cai Hongxian continua a estar em cima da mesa.

Desde que entrou no mercado brasileiro, em 2010, a State Grid investiu 9,7 mil milhões de reais (2,3 mil milhões de euros), tendo actualmente cerca de 7 mil quilómetros de linhas de transmissão activas e 6,6 mil quilómetros em construção, incluindo Belo Monte. (jornaldenegocios.pt)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA