Salah Abdeslam não foi detido (vídeo)

(Euronews)
(Euronews)
(Euronews)

As autoridades belgas libertaram cinco dos sete homens detidos durante o fim-de-semana na sequência dos ataques de Paris.

Desmentiram também a detenção de Salah Abdeslam.

Ainda assim, e segundo um procurador belga, em declarações à agência France Press, o objetivo da operação lançada esta manhã, em Molenbeek, era detê-lo.

Sobre Abdeslam de nacionalidade francesa, nascido e residente na Bélgica, recai um mandado de captura internacional. Foi ele que alugou o polo preto encontrado pela polícia gaulesa em Paris. Um dos seus irmãos era um dos kamikazes, outro foi detido em Molenbeek, por alegada ligação ao caso.

Abdelhamid Abaaoud é, alegadamente e segundo uma fonte próxima à investigação, citada pela Associated Press, suspeito de ter ordenado os ataques em Paris. O jovem, de 27 anos, de nacionalidade belga e origem marroquina, estará na Síria.

Até ao momento, e dos suspeitos identificados, foram identificados cinco. A RTL está a dizer que foram identificados seis. Segundo um procurador francês um deles entrou e foi registado na Grécia, em outubro passado. (portalangop.co.ao)

por Nara Madeira

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA