Rede que burlava vendedores de carros no OLX desmantelada em megaoperação da PSP

(RITA CHANTRE)
(RITA CHANTRE)
(RITA CHANTRE)

Operação da PSP, entre Braga e Santarém, começou na madrugada desta terça-feira e pelo menos 29 suspeitos já foram detidos. Polícia apreendeu também mais de 20 veículos de luxo.

Uma rede que burlava vendedores de automóveis de luxo na plataforma de anúncios OLX na Internet foi nesta terça-feira desmantelada numa megaoperação da PSP a nível nacional. Centenas de agentes da PSP, polícia que mobilizou elementos do Grupo de Operações Especiais e o Corpo de Intervenção, fizeram dezenas de buscas em Braga, Guimarães, Porto e Santarém.

A investigação começou há cerca de um ano e foi liderada pela investigação criminal da PSP de Braga. Fonte policial explicou ao PÚBLICO que os suspeitos estudavam os anúncios publicados no OLX, seleccionavam os que se referiam aos veículos mais caros e entravam em contacto com os proprietários com quem depois marcavam encontro. Já junto dos donos das viaturas, mostravam-se interessados, emitiam cheques sem provisão e levavam o carro. Só mais tarde as vítimas descobriam o esquema. Noutras situações, os suspeitos terão mesmo furtado os veículos, momentos depois de dizerem aos proprietários que iam apenas experimentar os automóveis na estrada.

A operação começou ainda de madrugada pelas 4h e as buscas já tinham terminado na tarde desta terça-feira, mas os agentes continuam ainda a efectuar algumas diligências, confirmou ao PÚBLICO fonte policial. No âmbito desta operação, 29 pessoas foram detidas e mais de 20 carros, no valor de milhares de euros, foram apreendidos.

Entre os detidos, alguns deles vendedores ambulantes, estão vários suspeitos que já tinham cadastro anterior, nomeadamente por situações de furto. As buscas decorreram em garagens e casas e alguns detidos teriam armas. O comando da PSP de Braga confirmou apenas que vários automóveis foram apreendidos durante uma operação policial, mas remeteu mais informações para esta quarta-feira. (publico.pt)

por Pedro Sales Dias

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA