Presidente guineense volta a aludir a casos de corrupção

O presidente da Guiné-Bissau, José Mário Vaz. (AFP FOTO / SIA KAMBOU)
O presidente da Guiné-Bissau, José Mário Vaz. (AFP FOTO / SIA KAMBOU)
O presidente da Guiné-Bissau, José Mário Vaz.
(AFP FOTO / SIA KAMBOU)

A Assembleia Nacional Popular encetou hoje uma nova secção parlamentar, ocasião durante a qual o Presidente José Mário Vaz voltou a referir-se a “sinais de corrupção no país” sobretudo por parte de dirigentes do Estado, tema já invocado quando José Mário Vaz demitiu no passado mês de Agosto o governo liderado por Domingos Simões Pereira.

De acordo com vários relatórios internacionais, a Guiné-Bissau figura entre os países onde a corrupção assume contornos preocupantes. Apontando o dedo a membros do antigo governo sem contudo citar nomes, o Presidente referiu que as suas anteriores chamadas de atenção não foram levadas em consideração.

Nesta nova sessão parlamentar que decorre até ao dia 8 de Janeiro deveria precisamente ser analisado, entre outros assuntos, o relatório da comissão de inquérito às denúncias de corrupção feitas pelo presidente da Guiné-Bissau. Uma fonte desta comissão avançou desde já à agência Lusa que até ao momento não foi possível obter por parte do Chefe de Estado elementos confirmando as suas acusações.
Mais pormenores com Mussa Baldé. (rfi.fr)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA