Presidente da República defende mais oportunidades de crescimento para a juventude

Presidente da República, José Eduardo dos Santos dirige mensagem à Nação (Foto: Francisco Miudo/Arq.)
Presidente da República, José Eduardo dos Santos dirige mensagem à Nação (Foto: Francisco Miudo/Arq.)
Presidente da República, José Eduardo dos Santos dirige mensagem à Nação (Foto: Francisco Miudo/Arq.)

O Presidente da República de Angola, José Eduardo dos Santos, defendeu hoje, quarta-feira, mais oportunidades de crescimento pessoal e profissional para a juventude.

O posicionamento vem expresso na sua mensagem à Nação, em saudação ao 40º aniversário da independência de Angola, proclamada em 11 de Novembro de 1975, e que hoje se comemora.

“O país deve fazer tudo para oferecer à juventude cada vez mais oportunidades de crescimento pessoal e profissional”, afirmou o Chefe de Estado angolano, antes de sublinhar que “a Nação deve assumir como sendo seu dever trabalhar para garantir um futuro melhor à juventude e às gerações vindouras”.

“Os jovens querem tudo resolvido de um dia para o outro”, disse o Presidente da República, antes de reconhecer que “assim foi em todas as gerações anteriores”.

“Somos um país independente, respeitado e admirado por muitos por causa do bom trabalho do seu Povo, e da sua juventude em particular”, sublinhou o Presidente José Eduardo dos Santos.

Segundo o estadista, Angola deve “continuar a transformar a energia e o dinamismo da juventude em alavanca para continuarmos a construção de uma Nação mais próspera, feliz e justa”.

Na sua mensagem à Nação, o Presidente da República defendeu, igualmente, a contínua promoção da mulher, visando o aumento do seu número em cargos políticos e administrativos, a igualdade do género e o combate à violência doméstica.

Angola ascendeu à independência nacional em 11 de Novembro de 1975, aproximadamente cinco séculos depois do domínio colonial português.

O programa das comemorações da efeméride teve início às primeiras horas de hoje, com um espectáculo de pirotecnia e o lançamento de balões luminosos, na baía de Luanda.

O seu ponto mais alto ocorre com a realização de um desfile cívico e militar, que terá lugar na Praça da República, a partir das 10 horas locais. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA