Presidente da AIA defende mais aposta na agricultura para combater a pobreza

José Severino - Presidente da Associção Industrial de Angola "AIA" (Foto: Alberto Julião)
José Severino - Presidente da Associção Industrial de Angola "AIA" (Foto: Alberto Julião)
José Severino – Presidente da Associção Industrial de Angola “AIA” (Foto: Alberto Julião)

O presidente da Associação Industrial de Angola (AIA), José Severino, defendeu hoje, terça-feira, em Luanda, a necessidade de se apostar mais na agricultura para combater a pobreza.

Angola: Presidente da AIA defende mais aposta na agricultura para combater a pobreza

Em declarações à Angop, à margem da conferência de “Luta Contra a Pobreza”, em alusão aos 40 anos de Independência Nacional, organizada pela Acção para a Luta Contra a Pobreza em Angola “Alcopa”, sublinhou que o combate passa por localizar os maiores índices de pobreza no país, particularmente nas áreas periurbanas e nas áreas do interior, que estão ligadas a agricultura.

Frisou ser necessário investir mais agricultura, no ponto de vista das estruturas, como de saúde e educação para ter investimentos dirigidos onde há concentração da população.

“É investir mais no interior do país, particularmente na agricultura porque precisamos exactamente ter a percepção que é criando riquezas a partir da terra, utilizando os nossos recursos naturais como a água, clima, que podemos ter a percepção de que há mudanças, porque os esforços têm sido feitos mas os índices de pobreza matem, embora haja melhorias reconhecidas pelas Nações Unidas”, afirmou.

Em seu entender, deve-se criar mais empregos nas áreas urbanas, “para isso os sectores produtivos têm que ser mais acarinhados e os empresários devem se sentir mais apoiados”.

Acrescentou que os programas como água para todos, que têm o seu sucesso, devem continuar a surgir.

Apelou as pequenas e medias empresas intervir nas diferentes comunidades, para oferecer melhor qualidade de vida as populações.

A conferência de “Luta Contra a Pobreza”, em alusão aos 40 anos de Independência Nacional, foi organizada pela Acção para a Luta Contra a Pobreza em Angola “Alcopa”, em parceria com a Casa Civil, a Comissão Nacional de Luta Contra a Pobreza (CNLP), Instituto de promoção e coordenação de ajuda às comunidades (Iprocac), União das Igrejas de Espírito Santo em Angola (UIESA) e o Gabinete para Cidadania e Sociedade Civil do MPLA. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA