Polícia de Guarda Fronteira frustra tentativa de transposição da fronteira norte do país

Distintivo da Polícia de Guarda Fronteira (Foto: Lino Guimarães)
 Distintivo da Polícia de Guarda Fronteira (Foto: Lino Guimarães)

Distintivo da Polícia de Guarda Fronteira (Foto: Lino Guimarães)

A Polícia de Guarda Fronteira de Angola deteve, no fim-de-semana, 280 cidadãos da República Democrática do Congo (RDC), por tentativa de transposição de fronteira com as províncias da Lunda Norte, Zaire, Uíge e Cabinda.

O porta-voz do Comando Geral da Polícia Nacional (CGPN), comissário Aristófanes dos Santos, disse à Angop que outros 403 cidadãos foram repatriados por estadia ilegal, enquanto 29 saíram do país voluntariamente.

Em relação a situação aduaneira, a PN apreendeu 355 telemóveis em posse de um cidadão nacional, aquando do desembarque de um voo proveniente de Dubai, de Akz 390 mil em posse de um outro nacional, aquando do embarque com destino a Windhoek, Namibia.

Já no posto Fiscal de Chissanda, na Lunda Norte houve a apreensão de Akz. 3.690.000,00, em posse de um angolano quando tentava transpor a fronteira, com destino a RDC.

De acordo com o comissário na Província do Zaire, município do Soyo, a Polícia Fiscal, numa acção de patrulhamento no alto mar, apreendeu um navio de pesca com 24 marinheiros, sendo 14 nacionais, nove chineses e um coreano, bem como 1.354 caixas de peixe, por pesca ilegal.

No Posto fronteiriço da Santa Clara/Cunene procedeu-se a apreensão de uma viatura, 300 telemóveis, 360 baterias, 360 carregadores e 360 auriculares em posse de dois cidadãos, sendo um namibiano e um nacional, por contrabando de importação. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA