PCA do BIC diz Angola pode deixar de importar vários produtos nos próximos seis anos

Fernando Teles, PCA do Banco BIC (Foto: António Escrivão)
Fernando Teles, PCA do Banco BIC (Foto: António Escrivão)
Fernando Teles, PCA do Banco BIC (Foto: António Escrivão)

O presidente do Conselho da Administração do Banco Internacional de Comércio (BIC), Fernando Teles, considerou nesta terça-feira, em Luanda, que Angola daqui a cinco ou seis anos pode deixar de importar uma série de produtos que a pouco tempo importava.

Ao falar no debate na conferência sobre Angola nos próximos 10 anos oportunidades e desafios, por ocasião do lançamento da revista da Forbes Angola, ressaltou que tal facto só será possível quando houver uma aposta séria na agricultura, bem como a sua produção não ser somente para consumo interno, mas também produzir para exportação.

Referiu que Angola deve apostar na diversificação da economia tendo em conta os sectores da agricultura, pecuária, pescas, e deve procurar substituir importações por ser a base para que a economia não esteja como está hoje daqui a dois ou quatro anos.

Salientou que mesmo depois que a actual situação económica se altere, deve-se diversificar a economia e apostar em sectores que são conhecidos, porque já é sabido onde fazer agricultura, pecuária e como faze-las.

Afirmou que Angola tem uma banca forte e com muitos anos, por tanto é preciso buscar know-how e parceria rapidamente com outros países, nos sectores chaves de desenvolvimento para rápida diversificação da economia. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA