“Nunca pensei jogar contra um bicampeão e vencer as três vezes”

(sicnoticias.sapo.pt)
(sicnoticias.sapo.pt)
(sicnoticias.sapo.pt)

No rescaldo do encontro, Jorge Jesus fez a sua análise ao jogo afirmando que o Sporting foi sempre a melhor equipa em campo, reconhecendo que os ‘leões’ jogaram contra uma adversário forte.

Jorge Jesus voltou esta noite a vencer um encontro contra a sua equipa. O treinador do Sporting, na análise a este encontro, fez questão de referir sempre que o seu conjunto foi o melhor em campo, falando depois numa vitória frente ao bicampeão em título.

Sobre a alteração de posicionamento de João Mário, o técnico ‘verde e branco’ fez questão de dizer que guarda para si as razões dessa alteração, sublinhando que cumpriu o seu objetivo.

“Fomos justos vencedores. Durante todo o jogo fomos a equipa que tivemos mais qualidade. O Benfica fez um golo na única oportunidade que teve. Fomos para o intervalo com um resultado justo. Na segunda parte e no prolongamento tivemos mais oportunidades de golo. O Benfica não teve uma oportunidade. Fomos sempre mais equipa, mais conscientes e equilibrados”, afirmou, deixando elogios ao rival. “O Benfica é uma equipa forte, tem grandes jogadores”.

“João Mário no centro do terreno? Sei o que fiz e porque é que fiz, mas a resposta fica para mim. Mas foi determinante”, acrescentou.

“O Teo não jogou porque até ao último dia teve queixas musculares. Quis pôr um jogador mais fresco que era o caso do Montero. Esta é uma equipa com alma, que sabe que só podemos ganhar com disciplina e a pensar como conjunto. É isso que tem acontecido”, atirou, deixando depois uma farpa ao adversário. “Nunca me passou pela cabeça jogar três vezes contra um bicampeão e vencer as três vezes”, completou.

“Ganhámos, fomos melhor equipa, não há nada que possa dizer o contrário. Tivemos uma grande arbitragem. O segundo golo não há fora-de-jogo nenhum. Foi limpinho! Limpinho!”, concluiu. (noticiasaominuto.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA