Ler Agora:
Novos donos da TAP disponíveis para trabalhar com qualquer Governo
Artigo completo 2 minutos de leitura

Novos donos da TAP disponíveis para trabalhar com qualquer Governo

(Negocios)

(Negocios)

Um dos novos donos da TAP, David Neeleman, afirmou estar disponível para trabalhar com qualquer Governo e pediu que seja respeitado o tempo e o dinheiro investidos pelo consórcio Gateway na compra da empresa.

A Parpública anunciou na quinta-feira à noite a assinatura do acordo de conclusão da venda directa de 61% do capital da TAP ao consórcio Gateway, detido por David Neeleman e Humberto Pedrosa, da Barraqueiro.

No final da assinatura do acordo, em declarações aos jornalistas, David Neeleman disse que o consórcio Gateway vai “trabalhar junto com qualquer Governo”. “O acordo já foi assinado e as pessoas vão respeitar que investimos o nosso tempo e dinheiro”, disse.

David Neeleman considerou também que a assinatura do acordo é uma “grande responsabilidade” e acreditar que pode ajudar.

Em declarações aos jornalistas, também no final da assinatura do acordo, a secretária de Estado do Tesouro, Isabel Castelo Branco, explicou que a assinatura do acordo foi demorada devido ao facto de serem muitos os documentos que tiveram de ser revistos.

“A concretização do acordo de conclusão permite a entrada imediata de novos fundos na empresa, assegurando a estabilidade económico-financeira do grupo TAP”, refere o comunicado divulgado pela Parpública na terça-feira.

No âmbito do acordo assinado está prevista a injecção de 150 milhões de euros de imediato na TAP, que, segundo o actual presidente do Conselho de Administração, Fernando Pinto, vão permitir fazer face a necessidades imediatas da empresa.

O consórcio ainda tem que provar ao regulador que o empresário Humberto Pedrosa lidera o consórcio e obter luz verde do Tribunal de Contas.

A 13 de Outubro, a Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) deu parecer positivo à venda da TAP ao consórcio Gateway, mas pediu esclarecimentos sobre a estrutura accionista do consórcio comprador, para verificar se ela é controlada pelo português Humberto Pedrosa, como as regras europeias impõem. (jornaldenegocios.pt)

por Lusa

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.
Translate »