Músico aconselha jovens a preservar legados deixados

Musico Matias Damásio (Foto: António Escrivão)
Musico Matias Damásio (Foto: António Escrivão)
Musico Matias Damásio (Foto: António Escrivão)

Os artistas da velha geração deram um forte contributo para a conquista da independência de Angola através da arte, cabendo aos jovens a continuação deste legado no sentido da preservação da paz, defendeu na quarta-feira, em Luanda, o musico angolano Matias Damásio.

Falando à Angop durante o show dos 40 anos da independência, Matias Damásio referiu que foi um esforço enorme preconizado pelos mais velhos, no sentido de pôr fim ao jugo colonial português.

Apelou aos jovens para preservarem este ambiente de paz, valorizando, deste modo, os esforços dos heróis nacionais.

O musico mostrou-se satisfeito porquanto, passados quarenta anos, a música angolana é a mais consumida pelo povo, sinal de que nos últimos anos desenvolveu-se um forte trabalho por parte dos artista. “Falta potencializar, cada vez mais, os empresários para a internacionalização da música”.

Para Matias Damásio, os cantores da velha escola tinham as suas letras focadas no momento que viviam, por isso, “temos que aprender e compreender as mensagens passadas pelos cotas e continuar a compor bons temas, no sentido da internacionalização contínua da música angolana”.

O mesmo considerou que os músicos angolanos têm a capacidade e qualidade suficiente para conquistar outros mercados, acreditando que nos próximos anos, com muito empenho e trabalho, os angolanos irão alcançar outros mercados.

O show Angola 40 anos de independência teve a duração de dois dias e a participação de cantores da nova e da antiga geração, destacando-se nomes como Yola Semedo, Ary , Yuri da Cunha, Calabeto, Robertinho, Pedrito e Jivago. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA