Ministro da Juventude e Desportos lança projecto P200 em Cacuaco

O ministro da Juventude e Desportos, Gonçalves Muandumba, na Inauguração do Projecto P200, em Cacuaco. (Foto: Famoroso Gonga)
O ministro da Juventude e Desportos, Gonçalves Muandumba, na Inauguração do Projecto P200, em Cacuaco. (Foto: Famoroso Gonga)
O ministro da Juventude e Desportos, Gonçalves Muandumba, na inauguração do Projecto P200, em Cacuaco, ao lado do administrador Carlos Alberto Cavuquila.
(Foto: Famoroso Gonga)

Um projecto denominado “P200”, que se destina a facilitar a inserção de jovens no mercado de emprego, foi lançado nesta sexta-feira, no município de Cacuaco, em Luanda, pelo ministro da Juventude e Desportos, Gonçalves Muandumba .

Inicialmente, o projecto vai recrutar 70 representantes de vendas que irão operar na s áreas onde as unidades de retalho serão implementadas, identificar e formar pelo menos 150 retalhistas beneficiários em gestão de negócios.

Surgido para contribuir para a redução da pobreza, o mesmo prevê a atribuição de quiosques aos jovens, onde serão comercializados diversos produtos alimentares e refrigerantes.

À margem da cerimónia, o ministro Gonçalves Muandumba disse à imprensa que o projecto se enquadra no cumprimento do Plano Nacional de Desenvolvimento da Juventude 2014-2017, que, em primeira instância, visa satisfazer os anseios dos jovens angolanos.

O feliz contemplado do P200 em Cacuaco, Inácio Luzembo, que se inicia no empreendedorismo, que deve facturar mensalmente 250 mil kwanzas para honrar o compromisso P200. (Foto: Famoroso Gonga)
O feliz contemplado do P200 em Cacuaco, Inácio Luzembo, que se inicia no empreendedorismo, com o dever de facturar mensalmente 250 mil kwanzas para merecer confiança dos investidores.
(Foto: Famoroso Gonga)

Informou que o “P200” conta com a parceria de governos provinciais, administradores municipais, e particularmente, com o apoio dos patrocinadores, nomeadamente, a British American Tabaco Angola (BAT Angola), DDM, Câmara de Comércio e Indústria de Angola.

Por sua vez, o administrador municipal de Cacuaco, Carlos Alberto Cavuquila, disse que os jovens ganham uma oportunidade de ter o negócio próprio, e por esta via, resolverem os seus problemas do dia-a-dia.

Inácio Camuilo, portador de deficiência física, um dos beneficiários de um quiosque mostrou-se satisfeito pela iniciativa e afirmou que a partir de agora a sua vida já não será a mesma, pois é uma oportunidade de gerar recitas e assim dar resposta às inúmeras dificuldades com que se debatia para satisfazer as suas necessidades primárias. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA