Milhares de cidadãos participam no desfile central dos 40 anos da Independência Nacional

(Bandeira de Angola (RNA)

Milhares de cidadãos participaram, na Praça da República, em Luanda, no desfile central alusivo ao 40º aniversário da proclamação da Independência de Angola, que hoje, quarta-feira, se assinala.

(Bandeira de Angola (RNA)
(Bandeira de Angola (RNA)

À chegada ao recinto, o Chefe de Estado angolano, José Eduardo dos Santos, acompanhado da esposa, Ana Paula dos Santos, rendeu homenagem do primeiro Presidente de Angola e fundador da Nação, António Agostinho Neto, falecido a 10 de Setembro de 1979, na capital russa, Moscovo, depositando uma coroa de flores no seu sarcófago.

Entoado o Hino Nacional pela orquestra sinfónica “Kapossoka” e pela banda das Forças Armadas, seguiram os desfiles cívico e militar.

Cerca de seis mil 500 pessoas participaram na marcha representativa dos vários departamentos ministeriais, divididos em blocos, destacando-se os dos antigos combatentes, infantil, administração pública, juventude e desportos, comunicação social, educação, saúde e ambiente.

A plateia aplaudiu ainda os blocos da indústria, construção e urbanismo, assim como os da agricultura e pescas, que incluíram quitandeiras com cestos a cabeça com produtos agrícolas e pescado.

Os carros alegóricos engalanados passaram igualmente pela pista.

A exibição militar arrancou com a autorização pelo Comandante em Chefe, José Eduardo dos Santos, do início do desfile dos 24 blocos da polícia nacional e dos três ramos das Forças Armadas.

A polícia nacional apresentou-se com efectivos das forças de trânsito, ordem pública, guarda fronteira e de intervenção rápida.

Os três ramos das forças militares mostraram-se todos com cadetes, dando a ideia de renovação, bem como com as suas respectivas unidades, destacando as dos comandos, forças especiais.

As forças castrenses manifestaram obediência ao Chefe de Estado, gritando “Comandante-em-Chefe, ordene, ordene, ordene”.

Testemunharam a cerimónia dos Presidentes da África do Sul, Botwana, Congo, Congo Democrático, Guiné-Bissau, Namíbia, Moçambique e São Tomé e Príncipe.

O Brasil e Cuba se fizeram representar por Vice-presidente, enquanto Cabo Verde, Guiné Equatorial e Mali por primeiros-ministros.

Testemunharam ainda os representantes do Zimbabwe, Senegal, Zâmbia, Portugal, Gana, China, Vietname e Nigéria, assim como antigos Presidentes de Moçambique, Cabo Verde e Gana. (poprtalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA