Marcelo ‘centrista’ deixa Direita revoltada

(DR)
(DR)
(DR)

Estratégia de Marcelo Rebelo de Sousa não gera consenso e há quem afirme: “Não precisa de atirar panos molhados à cara dos seus apoiantes naturais”.

“Marcelo não pode estar a hostilizar os seus para estar de bem com os outros”. É desta forma que um membro do Governo de Passos Coelho reage à campanha do candidato à Presidência da República. E não parece ser o único desagradado com a estratégia.

O problema está, segundo o jornal i, no facto de Marcelo Rebelo de Sousa estar mais preocupado em agradar ao eleitorado centrista, pondo de lado a Direita que o apoia. “Não precisa de atirar panos molhados à cara dos seus apoiantes naturais”, faz sobressair a mesma fonte.

Marcelo sabe que a sua vitória está dependente do eleitorado centrista e é nele que está a centrar a sua atenção. Prova disso é o facto de afirmar que prefere um governo “PS com garantias de estabilidade à existência de governos de seis meses, oito meses ou de um ano”. Mais, já fez saber que caso seja eleito não irá dissolver a Assembleia da República independentemente das forças políticas que estiverem no poder.

A situação não está a cair bem junto dos políticos da Direita, mas segundo recorda um conselheiro de Marcelo, também em 2011 Cavaco Silva optou pela mesma estratégia, assumindo uma postura acima dos partidos. (noticiasaominuto.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA