Mais de 800.000 migrantes chegaram por mar este ano na Europa

(AFP)
(AFP)
(AFP)

Mais de 800.000 migrantes e refugiados chegaram na Europa cruzando o Mar Mediterrâneo este ano, indicou nesta sexta-feira a ONU, que expressou preocupação com a situação na ilha grega de Lesbos, onde milhares de pessoas dormem ao relento.

Segundo o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur), 806.000 pessoas atravessaram o Mediterrâneo para chegar à Europa. A grande maioria (660.700) passou pela Grécia, e 3.460 morreram ou estão desaparecidas.

Somente em outubro, e apesar das condições meteorológicas adversas, 210.000 pessoas chegaram na Grécia, principalmente na ilha de Lesbos, a entrada principal dos migrantes na Europa a partir da costa turca.

Lesbos tem apenas 2.800 alojamentos, quando há actualmente 16.000 migrantes e refugiados, advertiu a agência. Como resultado, “muitas pessoas, incluindo mulheres, crianças e bebés, não têm escolha a não ser dormir nas ruas e se aquecer junto a fogueiras”.

É “um desafio extremamente difícil para uma ilha”, disse Diane Goodman, vice-director do Acnur. (afp.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA