Lunda Norte: Repatriados mais de 30 mil congoleses democráticos

Serviço de Migração e Estrangeiros (SME) (TPA)
Serviço de Migração e Estrangeiros (SME) (TPA)
Serviço de Migração e Estrangeiros (SME) (TPA)

O Serviço de Migração e Estrangeiros (SME) na Lunda Norte, repatriou de Janeiro a Outubro, trinta e dois mil e 292 congoleses democráticos por entrada e estadia ilegal no país.

De acordo com a nota informativa da instituição a que a Angop teve acesso hoje, deste numero constam adultos e crianças de ambos os sexos.

O documento explica que o repatriamento resultou das trinta e três acções de fiscalização promovidas pelos SME no quadro da operação “brilhante” em vigor ao nível das localidades que compõem os 10 municípios da região.

O mesmo informa ainda que no período em referência foram instruídos 13 processos por transgressão migratória ao ordenamento jurídico migratório a 13 cidadãos estrangeiros de diversas nacionalidades, que culminou com penas de multas e expulsão judicial.

Actualmente o Serviço de Migração e Estrangeiros controla 4 mil e 63 cidadãos estrangeiros de diversas nacionalidades com vistos de trabalho, de residência, temporário e provisório assim como 225 refugiados legalizados. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA