Julgamento do caso de narcotráfico “Perla Negra” retoma na terça-feira

Esta operação em São Vicente poderia indicar que os narcotraficantes não centram as suas actividades apenas na ilha de Santiago. (flickr/Adam Swank)
Esta operação em São Vicente poderia indicar que os narcotraficantes não centram as suas actividades apenas na ilha de Santiago. (flickr/Adam Swank)
Esta operação em São Vicente poderia indicar que os narcotraficantes não centram as suas actividades apenas na ilha de Santiago.
(flickr/Adam Swank)

Retoma amanhã no tribunal da Comarca de São Vicente o julgamento do processo “Perla Negra” suspenso desde o dia 20 de Outubro. Este julgamento é referente à apreensão em Novembro do ano passado na ilha de São Vicente de 521 quilos de cocaína provenientes da América do sul, a segunda maior apreensão de droga em Cabo Verde, juntamente com armas, munições, dinheiro e viaturas topo de gama.

No banco dos réus estão seis pessoas, um cidadão cabo-verdiano, um cubano, um suíço e 3 espanhóis, todos eles acusados de associação criminosa, tráfico internacional de droga, posse de armas e branqueamento de capitais. De acordo com a imprensa cabo-verdiana, os 3 arguidos espanhóis pediram a intervenção da diplomacia do seu país alegando que os seus direitos estariam a ser violados devido ao facto do Ministério Público ter apresentado as acusações que pesam sobre eles em Português, uma Língua que não dominam. (rfi.fr)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA