Itaipu volta a abrir vertedouro para liberar excesso de água em reservatório

Ao abrir o vertedouro, a hidrelétrica libera o excedente de água não usado para a produção de energia elétrica (Foto: Divulgação)
Ao abrir o vertedouro, a hidrelétrica libera o excedente de água não usado para a produção de energia elétrica (Foto: Divulgação)
Ao abrir o vertedouro, a hidrelétrica libera o excedente de água não usado para a produção de energia elétrica (Foto: Divulgação)

O grande volume de chuvas que atinge algumas áreas da região Sul do País obrigou a usina de Itaipu a abrir os vertedouros novamente. A operação teve início à meia noite e, às 5 horas da manhã, atingiu o ápice, com a vazão de 3.514 metros cúbicos de água por segundo (m3/s). O volume equivale a mais de duas vezes o volume médio das Cataratas do Iguaçu, que normalmente é de 1.500 metros m3/s.

Ao abrir o vertedouro, a hidrelétrica libera o excedente de água não usado para a produção de energia elétrica. Isso acontece quando o nível da água no reservatório se aproxima do máximo operativo de 220,30 metros acima do nível do mar.

A administração de Itaipu destacou que, entre segunda e terça-feira, a área da usina registrou chuvas equivalentes a 71 milímetros, pouco mais de um terço do número de todo o mês de novembro. A causa do grande volume de chuvas, segundo Itaipu, é o fenômeno climático El Niño. “Por causa dos alertas meteorológicos, no final desta tarde a Itaipu acionou a Comissão de Cheia”, informou a empresa.

Os dados divulgados diariamente pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) apontam que os reservatórios da região Sul operavam, na terça-feira, 17, com o equivalente a 97,31% da capacidade de reservação. A situação naquela região contrasta com o cenário visto na região Nordeste, onde os reservatórios operam com o equivalente a 5,87% da capacidade de armazenamento de água. (diariodolitoral.com.br)

 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA