Huíla: Seca coloca mais de 130 mil pessoas em situação de vulnerabilidade na Chibia

Huíla: Mais famílias camponesas da Chibia (Foto: Morais Silva)
Huíla: Mais famílias camponesas da Chibia (Foto: Morais Silva)
Huíla: Mais famílias camponesas da Chibia (Foto: Morais Silva)

As autoridades do município da Chibia, província da Huíla, registaram entre Setembro e Outubro deste ano, cento e 36 mil pessoas em situação de vulnerabilidade em consequência da escassez de chuva que se regista em certos sectores e povoações.

Em declarações à Angop, hoje, o director da área social da administração municipal, Miguel Agostinho, referiu que estes dados foram obtidos mediante um levantamento feito, no mesmo período, numa parceria entre a administração local e os serviços de protecção civil da Huíla.

Miguel Agostinho informou que existem casos de pessoas vulneráveis nas quatro comunas que compõem a circunscrição, designadamente, sede, Capunda Cavilongo, Quihita e Jau, sendo que as duas últimas são as que mais preocupam.

O chefe da secção social da administração da Chibia adiantou que em algumas destas áreas as chuvas caíram, mas de forma tímida e noutras não se registaram, o que comprometeu a produção agrícola, provocando a sua vulnerabilidade diante da falta de alimentos.

Informou que a situação já foi remetida ao órgão de tutela na cidade do Lubango, que neste momento está a envidar esforços no sentido de enviar apoio em bens de primeira necessidade, para acudir a situação.

No ano de 2014, em função da mesma situação foram assistidas sete mil pessoas.

A Chibia situa-se 40 quilómetros a sul do Lubango e com uma população de 181 mil e 431 pessoas, tendo a agro-pecuária como a sua principal forma de subsistência. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA