Huambo: Programa de combate à pobreza com resultados positivos na Chicala-Cholohanga

Administradora de Chicala Cholohanga Luisa Ngueve (Foto: Angop/Arquivo)
 Administradora de Chicala Cholohanga Luisa Ngueve (Foto: Angop/Arquivo)

Administradora de Chicala Cholohanga Luisa Ngueve (Foto: Angop/Arquivo)

O programa de combate à pobreza, aprovado pelo Governo angolano em 2010, está a registar resultados positivos no município da Chicala-Cholohanga, cuja vila localiza-se a 42 quilómetros a este da cidade do Huambo.

A afirmação é da administradora local, Luisa Ngueve, em declarações hoje, quinta-feira, à Angop, tendo assumido que o mesmo programa está a permitir reconstruir o município e dar melhores condições de vida aos seus habitantes.

Disse que diversas infra-estruturas económicas e sociais foram erguidas e outras estão a ser construídas, com objectivo de mudar a imagem do município e, ao mesmo tempo, melhorar as condições sociais básicas e promover o bem-estar da população local.

Segundo a gestora municipal, a Chicala-Cholohanga regista, desde 2010, níveis de crescimento aceitáveis, alcançados fruto da implementação de várias acções e projectos inseridos nos domínios de investimentos públicos de âmbito provincial, bem como no Programa Municipal Integrado de Desenvolvimento Rural e Combate à Pobreza (PMIDRCP).

Afirmou que os cerca de 110 mil habitantes sentem, igualmente, os efeitos do programa de combate à pobreza, sobretudo nos domínios da educação, saúde, agricultura, infra-estruturas rodoviárias, energia e água potável.

Considerou que a reabilitação e o apetrechamento do edifício da administração municipal constituiu um dos principais ganhos do programa, tendo sido aplicados 118 milhões, 768 mil e 919 kwanzas.

O imóvel, segundo a administradora do município da Chicala-Cholohanga, possui gabinetes, uma secretaria-geral, sala de espera, 15 áreas de apoio aos chefes de repartições, gabinete de telecomunicações e parque de estacionamento.

Luísa Ngueve disse que a realidade actual do município é bem melhor, comparativamente aos anos anteriores, mercê da implementação de vários projectos, entre os quais as 200 casas sociais erguidas na vila e as 50 de carácter evolutivo.

A vila do município da Chicala-Cholohanga foi fundada a 17 de Outubro de 1917, pelo capitão da guarda fronteira portuguesa, Figueiredo Fernandes.

O município, formado pelas comunas sede, Mbave, Sambo e Samboto, possui uma extensão territorial de 4.280 quilómetros quadrados e uma população estimada em 110 mil habitantes.

É limitado a oeste pelo município do Huambo, a este pelo município do Cachiungo, a norte pelo Bailundo e a sul pelo território da província da Huíla. O município surgiu em 1871 e na era colonial designava-se Vila Nova. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA