Governo francês pede a Twitter e Facebook que censurem foto do Bataclan

(Euronews)
(Euronews)
(Euronews)

O ministério do Interior francês pediu às redes sociais Twitter e Facebook, mediante um requerimento judicial, que retirem uma foto feita na casa de shows Bataclan após o atentado em que aparecem vários corpos, informaram nesta quarta-feira diferentes fontes.

Ambas as redes, que receberam este requerimento na segunda-feira, aceitaram o pedido, mas somente no que diz respeito ao território francês.

A petição, divulgada no site do organismo de investigação americano Lumen, invoca um “grave atentado à dignidade humana”, assim como “ao sigilo da investigação”.

“Recebemos esta petição na segunda-feira. Fizemos com que a foto postada por um de nossos usuários desaparecesse”, informou um porta-voz do Facebook, que nunca intervém de maneira prévia a respeito dos conteúdos publicados por seus usuários.

“A divulgação realizada pela nossa comunidade é o meio mais rápido de localizar um conteúdo”, explicou o porta-voz.

Após o pedido, o Twitter aplicou de maneira sistemática um filtro cinza ao tuite contendo a foto em questão. Neste caso, também se aplica para os internautas residentes em França, confirmou uma fonte próxima a este caso. (afp.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA