Futuro da CPLP analisado em Luanda

Murade Murargy - Secretário Executivo da CPLP (Foto: Alberto Julião)
Murade Murargy - Secretário Executivo da CPLP (Foto: Alberto Julião)
Murade Murargy – Secretário Executivo da CPLP (Foto: Alberto Julião)

O futuro da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) e a situação política na Guiné-Bissau dominaram nesta quinta-feira a conversa entre o ministro angolano das Relações Exteriores, Georges Chikoti, e o secretário executivo desta organização, Murade Murargy.

À saída do encontro, Murade Murargy disse à imprensa que está em estudo a elaboração de uma nova visão para o fortalecimento da CPLP, que em 2016 completa 20 anos de existência.

Disse que a CPLP tem de se ajustar às mudanças que ocorrem no mundo.

“Temos uma agenda da ONU – sobre os objectivos para o desenvolvimento sustentável que temos que alinhar a esses objectivos”, afirmou.

A par disso, disse que a comunidade está preocupada com a situação política da Guiné Bissau, um dos estados membros da CPLP que integra também Angola, Brasil, Portugal, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Moçambique e Guiné Equatorial.

Para si, a comunidade não se poderá desenvolver se tiver membros com problemas internos e instabilidade.

“Por isso é nosso interesse e responsabilidade também fazer que qualquer país da comunidade tenha sempre uma estabilidade, uma paz e estabilidade garantidas”, concluiu. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA