FipAngola: Cooperativa Kudimena quer produzir peixe em gaiolas

Feira Internacional das Pescas e da Aquiculrura de Angola (Foto: Gaspar Dos Santos)
 Feira Internacional das Pescas e da Aquiculrura de Angola (Foto: Gaspar Dos Santos)

Feira Internacional das Pescas e da Aquiculrura de Angola (Foto: Gaspar Dos Santos)

A cooperativa de pescadores da província de Malanje, que participou na Feira Internacional de Pescas, FipAngola2015, perspectiva para os próximos anos a produção de peixe em gaiolas com o objectivo de aproveitar as potencialidades e a profundidade do rio Kwanza.

O presidente da cooperativa Kudimuena , António Escoval, disse que, para a implementação deste novo projecto a cooperativa vai necessitar do apoio do governo, pois terá de se aumentar mais pessoas.

Relativamente às principais dificuldades, António Escoval apontou a falta de transporte para o escoamento da produção, do sal para o tratamento do peixe e do material de pesca para que as capturas se mantenham ao mesmo nível ou aumentem.

“ As redes que conseguimos são provenientes da China ou de algumas empresas que conseguem este material fora do país. Por isso, a cooperativa neste momento está a envidar esforços no sentido de juntar algum dinheiro para conseguir algum material e ajudar os que não têm”, sublinhou.

Explicou que Malanje, neste momento, tem muitos jovens enquadrados na pesca artesanal, mas a falta de capacidade em obter equipamentos de pesca obriga-os a recorrerem algumas senhoras para obterem financiamento e conseguirem comprar algumas canoas tradicionais para trabalhar.

“ Uma cooperativa com mais de 200 membros não pode trabalhar com duas a três canoas”, esclareceu.

Malanje tem oito cooperativas organizadas e o peixe capturado não é só consumido nesta região do país, mas também nas províncias das Lunda Norte e Lunda Sul, Moxico, Cuanza Norte, Bié e Uige. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA