Falha em segurança de aeroporto permitiu colocar bomba em avião russo, diz Estado Islâmico

Estado Islâmico divulgou uma foto de passaportes que afirma ser de russos mortos na queda do avião (Foto: Reuters)
Estado Islâmico divulgou uma foto de passaportes que afirma ser de russos mortos na queda do avião (Foto: Reuters)
Estado Islâmico divulgou uma foto de passaportes que afirma ser de russos mortos na queda do avião (Foto: Reuters)

O Estado Islâmico afirmou nesta quarta-feira, em sua revista Dabiq, que inicialmente havia planeado derrubar um avião de país ocidental sobre a península do Sinai, no Egipto, mas houve mudança de alvo após a Rússia lançar ataques na Síria.

O grupo afirmou ainda que colocou a bomba no avião russo depois de descobrir uma brecha na segurança do aeroporto de Sharm al-Sheikh.

O Estado Islâmico anunciou também na revista ter matado um chinês e um norueguês mantidos reféns, mostrando fotos que pareciam ser de homens mortos com uma faixa dizendo “executados”.

Em sua edição anterior da Dabiq, o grupo havia dito que os dois reféns estavam “à venda”. (reuters.com)

por Lin Noueihed e Ahmed Aboulenein

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA