EUA, NATO e ONU pedem o acalmar da tensão entre Rússia e Turquia

(Euronews)
(Euronews)
(Euronews)

Os Estados Unidos da América afirmaram que a Turquia tem o direito de defender o seu espaço aéreo e pedem o acalmar da tensão entre Ancara e Moscovo.

A Turquia anunciou, esta terça-feira, ter abatido um caça-bombardeiro russo que terá violado o espaço aéreo turco, ao longo da fronteira com a Síria, ignorando todos os avisos.

A Rússia nega qualquer violação do espaço aéreo turco e afirma que o abate do caça russo vai ter consequências sérias.

Um helicóptero russo que patrulhava a região, em busca dos pilotos do caça abatido, foi derrubado por um míssil de insurgentes sírios.

A Organização do Tratado do atlântica Norte (NATO – sigla em inglês) pede calma mas afirma apoiar a Turquia.

“Estamos solidários com a Turquia e apoiamos a integridade territorial do aliado da NATO, a Turquia. Aguardamos novos contactos entre Ancara e Moscovo. Peço calma…”, apela o secretário-geral, Jens Stoltenberg.

Em Istambul, dezenas de pessoas reuniram-se em frente ao consulado russo, em protesto contra as ações de Moscovo na Síria, contra os vários grupos que lutam contra o regime de Bashar al-Assad.

Em Moscovo, centenas de pessoas protestaram em frente à embaixada da Turquia contra o abate do caça russo e acusando Ancara de estar a prejudicar o combate ao grupo Estado Islâmico.

As Nações Unidas anunciaram a abertura de um inquérito sobre o abate do caça-bombardeiro russo. (euronews.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA