EUA: não há evidências ainda de um ato terrorista na queda do avião russo no Egipto

(AFP)
(AFP)
(AFP)

O Director da inteligência americana, James Clapter, afirmou nesta segunda-feira, em Washington, que não há de momento, sinais de que houve um ato terrorista na queda do avião russo no Sinai egípcio no sábado.

Clapter, director da DNI, a inteligência nacional , afirmou, além disso, que é improvável que o grupo Estado Islâmico conte com os meios necessários para derrubar um avião comercial em pleno voo.

Ele, no entanto, destacou que não se pode ainda excluir completamente esta possibilidade.

A aeronave da companhia Metrojet, que pertence ao transportador Kogalymavia, caiu no Sinai egípcio nas primeiras horas de sábado, 23 minutos após sua descolagem do balneário de Sharm El-Sheikh.

A catástrofe aérea, a pior conhecida pela Rússia, fez 224 mortos (217 passageiros e sete tripulantes).

Segundo a Metrojet, o Airbus A321 que caiu estava “em excelente estado técnico” e apenas uma “acção externa” pode explicar o acidente. A empresa também excluiu um erro humano. (afp.com)

lby-rl/faa/cd/cn

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA