Estados Unidos terão morto “Jihadi John”

(Euronews)
(Euronews)
(Euronews)

O militante do auto-denominado Estado Islâmico, mais conhecido por “Jihadi John” terá sido morto durante um ataque norte-americano na cidade de Raqqa, na Síria.

O ataque já foi confirmado pelo Pentágono que está agora avaliar o resultado da operação.

O extremista que chamou a atenção do mundo pelo sotaque britânico foi identificado como o militante que surge nos vídeos de decapitação de reféns ocidentais.

Símbolo da brutalidade dos radicais do Estado islâmico, o programador informático de Londres, com menos de 30 anos, tornou-se num dos homens mais procurados pelos Estados Unidos.

O ataque ocorre depois de Washington ter aumentado a pressão sobre os radicais que controlam várias regiões da Síria e do Iraque e na reta final do mandato de Barack Obama que prometeu vingar as mortes dos reféns norte-americanos. (euronews.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA