Estado Islâmico reivindica autoria dos atentados em Paris

(Euronews)
(Euronews)
(Euronews)

O autoproclamado Estado Islâmico reivindicou a autoria dos ataques terroristas que ocorreram esta sexta-feira à noite, em Paris. Num comunicado oficial, a organização extremista garante que estes atentados são a resposta à intervenção francesa no território sírio.

O presidente francês, François Hollande, numa declaração feita esta manhã, pediu aos franceses “unidade e sangue-frio”, ao mesmo tempo que decretou o “luto nacional por três dias”, na sequência dos ataques terroristas de sexta-feira. Hollande disse ainda que França vai ser implacável contra os bárbaros do Estado Islâmico.

imgRecorde-se que seis locais no centro de Paris, nos distritos X e XI da capital francesa, foram alvo dos ataques concertados. A sala de concertos Bataclan, onde decorria um espetáculo esgotado dos norte-americanos Eagles of Death Metal, foi o alvo do ataque mais sangrento. Quase uma centena de pessoas foi morta pelos terroristas, que invadiram o local armados de armas automáticas e dispararam sobre o público.

O balanço de vítimas às 12h00 deste sábado (hora de Paris) era de 128 mortos e mais de 190 feridos, 92 em estado grave.

O Presidente da Síria, Bashar al-Assad acusou, entretanto, a França de contribuir para a “expansão do terrorismo”. (euronews.com)

por Francisco Marques | com SéRGIO ALMEIDA

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA