Dois sul-africanos morrem em exercicios militares da Força Africana de Alerta

Membros da Força Africana de Alerta (VOA)
Membros da Força Africana de Alerta (VOA)
Membros da Força Africana de Alerta (VOA)

Dois militares sul-africanos morreram durante exercícios da Força Africana de Alerta, que terminaram neste fim-de-semana na África do Sul.

O Presidente sul-africano, Jacob Zuma, disse que apesar da morte de dois soldados, um por hemorragia provocada por ferimentos e outro por acidente de viação, os exercícios foram um grande sucesso.

As cinco regiões do continente africano enviaram militares e policias para os exercícios militares  “Amani África -2”, que na língua swahili significa “Paz África-II”.

É uma iniciativa antiga, que visa resolver o crónico problema de conflitos que afectam o continente usando soluções africanas.

Zuma disse que seis países africanos estão envolvidos em conflitos armados e devem ser apoiados.

Mas o Ministro moçambicano da Defesa Nacional, Salvador Mtumuque, disse que os líderes ainda não receberam pedidos de intervenção, mas a forca de alerta esta pronta.

Angola e Moçambique participaram com 230 homens e mulheres, sendo 70 angolanos e 160 moçambicanos. Todos regressaram são e salvos, após cerca de três semanas de exercícios.

O Comandante da Policia de Angola, Alberto Francisco, disse que a participação do seu elenco foi positiva. (voa.com)

por Simião Pongoane

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA