Decorre julgamento de cidadãos acusados de prática de actos preparatórios de rebelião

Jovens acusados de prática de actos preparatórios de rebelião (Foto: Pedro Parente)
Jovens acusados de prática de actos preparatórios de rebelião (Foto: Pedro Parente)
Jovens acusados de prática de actos preparatórios de rebelião (Foto: Pedro Parente)

O julgamento dos 15 cidadãos angolanos detidos preventivamente desde Junho último, acusados de prática de actos preparatórios de rebelião, decorre desde hoje, segunda-feira, na 14ª Secção dos Crimes Comuns do Tribunal Provincial de Luanda.

Quinze dos acusados estão sob prisão preventiva em instrução preparatória, por inconveniência da liberdade provisória, enquanto os outros dois aguardam pelo julgamento em liberdade.

Os arguidos estão a ser defendidos pelos Escritórios Mãos Livres, que indigitou os advogados David Mendes e José do Nascimento para o efeito.

O julgamento ocorre no quadro da Lei dos crimes contra a segurança do Estado.

O Ministério Público considera que a conduta dos acusados “configura actos preparatórios para o cometimento de crime de rebelião”.

Em concreto, nos termos da acusação, os acusados pretendiam “mobilizar a população de Luanda para uma insurreição e desobediência civil colectiva, com a colocação de barricadas nas principais artérias da cidade capital e a queima de pneus em locais onde haja maior afluência de cidadãos estrangeiros”. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA