Cunene: Fuga à paternidade constitui perigo da educação familiar- Bispo da IELA

Tomás Ndawanapo - Bispo da Igreja Luterana (Foto: José Cachiva)
Tomás Ndawanapo - Bispo da Igreja Luterana (Foto: José Cachiva)
Tomás Ndawanapo – Bispo da Igreja Luterana (Foto: José Cachiva)

O bispo da Igreja Evangélica Luterana de Angola, Tomás Ndahanapo, manifestou domingo, em Ondjiva, preocupado com os constantes casos de fuga à paternidade e descompromisso matrimonial que a sociedade angolana tem registado, por constituir perigo na educação familiar.

Tomás Ndahanapo que falava à Angop, a propósito da moralização das famílias, disse que a existência de muitas mães solteiras e, consequentemente, a ausência dos país em muitos lares, faz com que um grande número de crianças não tenha afecto e aprenda a educação básica na rua.

O bispo da IELA acrescentou que as famílias angolanas têm um grande défice de seriedade e respeito pelo compromisso matrimonial, o que provoca, na maioria das vezes, a separação de casais.

O prrelado lembrou que a falta de ocupação nos jovens e a fuga à paternidade dos principais progenitores, leva muitos deles à prática de acções desonestas por causa da luta pela vida.

“ Precisamos mudar estas atitudes, são coisas novas que nada se assemelham com a cultura angolana, facto que obriga aos país, professores educadores , igrejas e autoridades tradicionais, trabalhar mais no dialogo para mudar o senário”, ressaltou. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA