Cuanza Norte: Vice-governador apela professores a tirarem proveito das tecnologias de informação

Cuanza Norte: Vice Governador para o sector político, José Alberto Quipungo, pede mais envolvimento da sociedade para melhorar qualidade de ensino. (Foto: Diniz Simão)
Cuanza Norte: Vice Governador para o sector político, José Alberto Quipungo, pede mais envolvimento da sociedade para melhorar qualidade de ensino. (Foto: Diniz Simão)
Cuanza Norte: Vice Governador para o sector político, José Alberto Quipungo, pede mais envolvimento da sociedade para melhorar qualidade de ensino. (Foto: Diniz Simão)

O vice-governador do Cuanza Norte para o sector político e social, José Alberto Quipungo, apelou sábado, no município de Lucala, a 38 quilómetros de Ndalatando, sede da província, os professores ao uso das novas tecnologias de informação e comunicação (TIC), visando melhorar a qualidade de ensino.

Segundo o governante que discursava no acto provincial alusivo ao Dia do Educador, que se assinala, neste domingo (22) os professores devem aproveitar ao máximo as potencialidades que as TIC proporcionam para melhorarem o seu desempenho e contribuírem na preservação da identidade nacional.

“Os avanços na ciência e tecnologia, têm produzido grandes volumes de informação, exigindo que cada indivíduo esteja mais preparado para a nova era”, referiu.

Falou da aplicação de políticas e projectos educativos que garantam a todos o direito a uma educação de qualidade, tendo em conta a globalização, como factor de desenvolvimento e integração das nações, porém, sem atropelo aos hábitos, costumes e tradição dos povos.

José Quipungo advogou a massificação das TIC como uma ferramenta indispensável para a vida estudantil alertando, por outro lado, os riscos que pode representar o uso indevido das redes sociais, sobretudo os menores, se não tiverem acompanhamento dos adultos.

Sublinhou ainda que a tarefa principal da escola é a formação de personalidades capazes de resolver, de forma criadora, as tarefas científicas, produtivas e sociais, razão pela qual a sociedade deve prestar atenção a este pormenor, evitando deste modo a perda da identidade nacional.

Por sua vez o director provincial da Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia do Cuanza Norte, Sebastião Abel Manuel, declarou na ocasião, que o sector que dirige registou, nos últimos anos, fruto da independência e da paz, um crescimento considerável, quer em infra-estruturas de ensino quer na população estudantil.

Informou que actualmente a província do Cuanza Norte conta com 233 escolas, em vários subsistemas de ensino e um universo de 132mil, 592 alunos matriculados no presente ano lectivo, assegurados por quatro mil e 40 professores.

Segundo Sebastião Abel, a aposta do governo no sector da educação na província está a permitir com que os jovens, essencialmente, tenham uma formação diversificada.

Destacou igualmente a implantação, na região de duas instituições de ensino superior, nomeadamente as escolas superiores politécnicas e pedagógicas do Cuanza Norte, unidades académicas afectas a Universidade Kimpa Vita e ao Ministério do Ensino Superior, respectivamente, que ministram cursos de licenciaturas em várias áreas do saber, facto que está a permitir a formação diversificada dos seus habitantes, sem recorrerem, obrigatoriamente, à outras regiões do país.

Já o administrador municipal de Lucala, José Teixeira da Conceição, apelou ao envolvimento da sociedade na escolarização e educação das crianças.

Para si, todo o cidadão que tenha sob sua responsabilidade a tutela de um menor, deve sentir-se necessariamente um educador.

Assinalado sob o signo dos 40 anos da independência nacional, o 22 de Novembro, Dia do Educador, a nível do Cuanza Norte foi celebrado neste sábado de forma antecipada.

O mesmo decorreu sob o lema “Por uma educação inovadora e baseada nos valores morais, cívicos e patrióticos, reforcemos as competências do professor”.

Participaram do evento que decorreu nas instalações da Escola de Professores do Futuro APF-ADPP do Lucala, membros do governo da província e da administração local, professores, entidades religiosas, politicas e autoridades tradicionais do município e alunos de diversas escolas locais.

O momento foi igualmente marcado pela entrega de uma motorizada ao professor mais antigo do município e um fogão a gás, à professora mais destacada neste ano lectivo. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA