Cuanza Norte: Sociedade civil promove marcha de apoio à justiça em Angola

Sciedade civil marcha em repudio as pressões aos órgãos de justiça (Foto: Moisés Francisco)
 Sciedade civil marcha em repudio as pressões aos órgãos de justiça (Foto: Moisés Francisco)

Sciedade civil marcha em repudio as pressões aos órgãos de justiça (Foto: Moisés Francisco)

Membros da sociedade civil, funcionários públicos, estudantes, entre outros, participaram, hoje, sábado, no Dondo, município de Cambambe, Cuanza Norte, numa marcha de apoio aos órgãos de soberania.

A marcha promovida por grupos espontâneos da sociedade civil serviu igualmente para repudiar a pressão que está a ser exercida por certos círculos nacionais e estrangeiros aos tribunais angolanos, na sequência dos julgamentos dos 17 jovens acusados de actos preparatórios de rebelião e desacatos às instituições do estado.

A marcha que teve inicio no instituto médio politécnico de Cambambe, percorreu as várias artérias da cidade do Dondo e terminou defronte ao tribunal municipal de Cambambe.

Os participantes referiam-se que no princípio da separação de poderes, o único órgão de soberania com competência constitucional para administrar a justiça em nome do povo é o tribunal, contestando a ingerência de forças externas nos assuntos que procuram se imiscuir em assuntos internos do país

Na marcha foram exibidos cartazes, com dizeres como “justiça sim, mas sem pressão”, “Respeito pela constituição e pelas instituições legais”, entre outros.

No final foi lida uma mensagem, apelando para o reforço da democracia em Angola, a quem consideram um estado democrático e de direito, dotado de uma constituição elaborada com base na realidade. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA