Cuanza Norte: Reconduzida secretária municipal da OMA em Quiculungo

Cuanza Norte: Militantes da OMA reunidas (Foto: Estevão Manuel)
Cuanza Norte: Militantes da OMA reunidas (Foto: Estevão Manuel)
Cuanza Norte: Militantes da OMA reunidas (Foto: Estevão Manuel)

A secretária municipal da Organização da Mulher Angolana (OMA) em Quiculungo, município do Cuanza Norte, Domingas Francisco da Costa, foi reconduzida para mais um mandato de cinco anos, durante a IX assembleia de balanço e renovação de mandato realizado no fim-de-semana, naquela circunscrição.

Durante o encontro, as 96 delegadas participantes ao conclave elegeram ainda um novo comité municipal com 55 membros, 25 delegadas a assembleia provincial, uma pré-candidata ao comité provincial e uma pré-delegada ao congresso da organização.

O evento enquadrou-se no processo orgânico para realização do VI congresso da organização feminina do MPLA marcado para o mês de Março de 2016.

As participantes ao encontro aprovaram ainda o relatório de actividades do comité municipal cessante, o plano de trabalho para o próximo mandato e as propostas de emendas e alteração a introduzir no programa de acção e nos estatutos da OMA.

O acto foi testemunhado pela coordenadora do grupo de acompanhamento do Comité provincial ao município de Quiculungo, Maria da Conceição Guerrido, que defendeu a unidade e no seio da organização, por formas a atingir os objectivos programados pelo MPLA, visando a busca de soluções para o desenvolvimento do país, com maior realce para o combate à fome e pobreza no seio das populações.

A cerimónia de encerramento foi orientada pelo primeiro secretário municipal do MPLA, João Tenje Senga, que apelou o engajamento das militantes da organização feminina tendo em conta os próximos desafios políticos, nomeadamente os congressos da OMA e do MPLA, assim com as eleições gerais previstas para 2017.

Por outro lado, agradeceu a direcção reeleita e solicitou o cumprimento escrupuloso do programa de acção da organização para o mandato 2016/2021 e a participação das mulheres no processo de alfabetização e aceleração escolar, por formas a erradicação do analfabetismo no país.

O comité municipal da OMA é composto por 55 membros e controla mil e 303 militantes distribuídas em 35 secções. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA