Cuanza Norte: Concorrente do Namibe vence Variante 2015

Cuanza Norte: Músico W-King anima variante/2015 (Foto: Diniz Simão/arquivo)
Cuanza Norte: Músico W-King anima variante/2015 (Foto: Diniz Simão/arquivo)
Cuanza Norte: Músico W-King anima variante/2015 (Foto: Diniz Simão/arquivo)

A cantora de música gospel Esperança Essanju Gonçalves Dulo António, representante da província do Namibe, venceu a 23ª edição do festival de música popular angolana “Variante/2015”, realizado sexta-feira, em Ndalatando, Cuanza Norte, ao totalizar 157 pontos, com a canção intitulada “40”.

Ocupou o segundo lugar o representante do Cuanza Norte, João Manuel Caconda com a canção intitulada “Catome” somando 138 pontos, enquanto Domingos António da Filomena, da Lunda Norte, quedou-se na terceira posição com 137 pontos interpretando a canção “Angola.

Como prémios, os vencedores foram contemplados, respectivamente, com um milhão de kwanzas para o primeiro classificado, 800 mil para o segundo e 500 mil kwanzas para o terceiro na classificação geral.

O festival que teve lugar no Cine Ndalatando, visou saudar também as celebrações dos 40 ano da independência nacional que se comemoram a 11 de Novembro (quarta-feira). Assistiram o mesmo, o secretário de Estado da Cultura, Cornélio Calei, o governador do Cuanza Norte, Henrique André Júnior e alguns membros do governo da província, e contou com a participação de 19 concorrentes das 18 províncias do país.

Em declarações à imprensa no final, a vencedora Esperança Essandju, visívelmente emocionada dedicou o feito aos cristãos e ao povo angolano em geral, prometendo continuar a trabalhar para a sua afirmação no “music all” nacional, mormente na vertente gospel.

Disse que se inspirou no título da música “40”, no povo bíblico da Judeia que viveu 40 anos no deserto, coincidindo também com os 40 anos da independência nacional conquistada diante de muitas dificuldades e lutas do povo angolano.

Durante o acto, foi homenageado o jornalista e director-geral do Instituto Angolano de Cinema Audio-visual e Multimédia (IACAM), Pedro Ramalhoso, falecido recentemente, por doença, pela sua contribuição no desenvolvimento da cultura e das artes em Angola.

O evento foi abrilhantado com as actuações dos músicos Robertinho e W. King, com o suporte instrumental das bandas Voga e Acapaná.

O Variante é uma promoção do Ministério da Cultura que tem como objectivo promover a criatividade artística e a preservação da identidade cultural, no domínio da música. Em 23 edições, o festival já consagrou, entre outras referências da música angolana, os cantores Mito Gaspar (com três títulos conquistados), Sabino Henda, Zé do Pau, Matias Damásio, Sandra Cordeiro e Kiaku Kyadafi.

O Festival Nacional de Música Popular Angolana “Variante” foi instituído em 1984 e a sua 22ª edição realizada na província do Cunene em 2014 foi ganho pela cantora Edna Mateia, da província do Huambo. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA