Cuanza Norte: Cidadãos exortados a participar activamente nas comemorações do 11 de Novembro

Reunião do Conselho de Auscultação e Concertação Social (Foto: Diniz Simão)
Reunião do Conselho de Auscultação e Concertação Social (Foto: Diniz Simão)
Reunião do Conselho de Auscultação e Concertação Social (Foto: Diniz Simão)

O vice-governador para o sector político e social da província do Cuanza Norte, José Alberto Quipungo, exortou terça-feira, em Ndalatando, a participação activa dos cidadãos nas actividades agendadas para saudar o dia da independência nacional, a assinalar-se a 11 de Novembro.

José Alberto Quipungo fez tal exortação durante a III sessão ordinária do Conselho Provincial de Auscultação e Concertação Social, tendo apelado os membros presentes no sentido de engajarem-se nas actividades alusivas ao 40º aniversário da independência nacional, dado ser uma festa de todos os angolanos.

O governante referiu que a participação de todos nas acções do 11 de Novembro contribuirá para o êxito do evento de tamanha envergadura e importância na vida dos angolanos, tendo por isso apelado aos cidadãos a participarem com euforia e alegria nas actividades agendadas para saudar o 40º aniversário da Independência Nacional.

Durante a reunião, os membros do Conselho Provincial de Auscultação e Concertação Social foram informados do programa específico das comemorações da efeméride que contempla, entre outras actividades, desfiles de blocos de animação artística e cultural de diversas instituições e organizações sócio-profissionais da província do Cuanza Norte.

O programa específico das comemorações do 40º aniversário da Independência Nacional inscreve ainda a realização de uma conferência sobre a data, com diversos painéis.

Na conferência serão abordados temas como “Angola antes e depois da Independência”, “Principais actores da luta pela Independência Nacional”, “ A manutenção da paz como princípio de homenagem aos que lutaram pela Independência Nacional”.

Estão igualmente agendadas inaugurações de diversos empreendimentos de impacto económico e social como o Complexo Turístico do Miradouro, casas protocolares, um matadouro no município de Ambaca, um entreposto frigorífico em Cambambe, sistemas de captação, tratamento e distribuição de água nas comunas de Zenza do Itombe (município de Cambambe) e Cerca (Golungo Alto). (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA