Consórcio Odebrecht-Acciona construirá primeira linha de metro do Equador, por US$ 1,72 bilhão

Praia de Santos, Kito, capital do Equador (Foto: D.R.)
Praia de Santos, Kito, capital do Equador (Foto: D.R.)
Praia de Santos, Kito, capital do Equador
(Foto: D.R.)

O Consórcio formado pela Odebrecht Infraestructura – América Latina e a espanhola Acciona é vencedor da licitação para a construção da Linha 1 do Metrô da cidade de Quito, no Equador. A notícia foi dada a conhecer  no passado dia 27 de Outubro.

O Metrô de Quito será o primeiro do país. No final da construção, a Linha 1 terá 15 estações distribuídas em 22 quilómetros. O contrato será assinado em  60 dias e terá um prazo de 42 meses e valor de US$ 1,72 bilhão.

O projeto conta com o financiamento do Banco Inter-americano de Desenvolvimento, Banco Internacional de Reconstrução e Desenvolvimento do Grupo Banco Mundial, CAF Banco de Desenvolvimento da América Latina, entre outros.

Presente no Equador desde 1987,  com a construção do Projeto de Irrigação Santa Elena na província de Guayas, a Odebrecht Infraestrutura – América Latina executa projectos de infraestrutura  fundamentais para o crescimento e o desenvolvimento do país. (valor.com)

 

1 COMENTÁRIO

  1. para uma vida melhor do regime cultural Tchokwe a Mwatchissanda é presidido pelo Herculano Munhongueno Mandamo o Presidente do regime hoje no dia 8 de novembro de 2015 foi enviado um documento pelo Administrador Municipal de Saurimo Grigorio da Conceiçao Miasso para dar nos um espaço Administrativo do regime e demos a conhecer ao Camarada Chefe Estado Angola Jose Eduardo dos Santos para saber os nosso serviço cultural do regime de A Mwatchissanda kamba Nguza a fim de sustentar a familia cultural Tchokwe e precisamo a trabalhar com mulher em casamento por golpe preparado pela igreja i.E.I.A da Lunda – Sul

DEIXE UMA RESPOSTA